Você está aqui // Educação, Movimentos, Sindical // SIMPERE promove palestra sobre o piso salarial

SIMPERE promove palestra sobre o piso salarial

 

Evento faz parte do calendário de lutas para exigir o cumprimento do piso e a valorização do ensino

Foi realizada na manhã desta quinta-feira (15), no Bloco G2 da Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP), uma palestra sobre o piso salarial nacional. O evento foi organizado pelo Sindicato Municipal dos Profissionais de Ensino da Rede Oficial do Recife – SIMPERE, em parceria com a CSP – Conlutas. Na mesa estavam presentes Risonilta Germano da Secretaria de Assuntos Educacionais e Luiza Lira, coordenadora geral do SIMPERE. O debate foi ministrado por Dário Barbosa, professor das redes estadual e municipal da cidade de Natal.

A palestra que contou com cerca de 80 professores foi aberta por Risonilta, que mais uma vez ressaltou a importância da paralisação na luta em prol do cumprimento da Lei do Piso e aproveitou para chamar a atenção das autoridades responsáveis. “A Prefeitura apostou no fracasso da mobilização, achou que com o anúncio de João da Costa iríamos voltar atrás. Professor não é burro não! E a prova disso é que cerca de 90% das escolas estão fechadas”, disse.

O professor Dário apresentou um breve histórico sobre o Piso Nacional de Educação, abordando a trajetória dos reajustes,

 

comparativos entre a educação infantil nas áreas urbana e rural, além de incitar uma maior reflexão sobre os atuais salários da categoria em todo o país. Outro assunto bastante discutido na ocasião foi a carga horária que também não é cumprida pela Prefeitura do Recife. De acordo com o SIMPERE, está é uma das lutas dos profissionais de ensino da cidade, o direito a ter um terço da jornada de trabalho destinada à aula atividade.

Segundo Cristiano Lima, professor da Escola Magalhães Bastos, é preciso que a categoria se una para exigir que o prefeito João da Costa pague o piso estabelecido pelo MEC. “É importante também participar de eventos como este, além da greve, para buscar um entendimento adequado sobre a atual situação do professor no Recife e saber em que pontos o prefeito está pecando. Nos informamos e lutamos para que a Lei do Piso seja cumprida”, complementou.

 

“Hoje, infelizmente, muitos jovens não pensam mais em seguir a profissão, vendo que a lei não é cumprida em muitos lugares do país, afinal de contas, o piso deveria dar mais dignidade ao professor. Esse reajuste de 22,22% foi fruto da nossa luta e, apesar de ser uma vitória, queremos que a lei seja cumprida e a educação valorizada”, afirmou Simone Fontana, coordenadora geral do SIMPERE.

Ato público – Amanhã, a partir das 9h, em frente à Prefeitura do Recife, o SIMPERE convoca toda categoria para participar de mais um ato público. A atividade faz parte dos três dias da Greve Nacional da Educação pelo cumprimento da Lei do Piso Salarial.

 

 

Deixe o seu comentário

Copyright © 2018 SIMPERE.org. Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Ítalo Barboza em parceria com a Piquete. Gerenciado pelo Wordpress.