Você está aqui // Destaque // SOBRE A AMEAÇA DE GERALDO JULIO

SOBRE A AMEAÇA DE GERALDO JULIO

Não é a primeira vez em que as vésperas de atos e mobilizações a PCR, no caso Geraldo Júlio ameaça desconto através de oficio.
Todos sabemos que o intuito é desmobilizar e impedir o movimento. Acontece que o argumento utilizado pela PCR é o pior possível!
Se a preocupação é com a garantia dos 200 dias letivos a Prefeitura não nos teria descontado os dias de greve em 2014 e nos impedido de repor as aulas.
Se a preocupação fosse realmente com a garantia do direito dos alunos, Geraldo Júlio teria nos pago integralmente o valor do PISO NACIONAL e não boicotaria a nosso direito a AA. Garantiria escolas menos calorentas e com espaço para as crianças terem educação física.
Este oficio tem que ser repudiado pela categoria e a indignação tem que se transformar numa grande adesão a Paralisação Nacional, porque hoje a ameaça é o desconto de um dia de trabalho, com a PEC 55(ex-241) e a Reforma da Previdência vão nos retirar qualquer perspectiva de futuro. Se a PEC tivesse sido aprovada há 20 anos atrás hoje o salário mínimo seria de R$ de 440! O PSB de Geraldo Júlio votou pela aprovação da PEC 241, uma das razões para ameaçar nosso direito a lutar contra os seu projeto. Ele quer nos ver trabalhar até a morte! MAS NÓS DIZEMOS NÃO!
Não podemos aceitar, inclusive o método mais espúrio desta governo e dos seus asseclas, a disseminação de boatos de que o desconto é somado ao final de semana como mais uma forma de impedir que os professores cumpram sua mais importante tarefa: a defesa da Educação Pública!
DESCONTO ESTENDIDO AO FINAL DE SEMANA NÃO CORRESPONDE COM A VERDADE!

O SIMPERE CONTINUA CONVOCANDO AS PROFESSORAS E PROFESSORES PARA PARALISAÇÃO NACIONAL DO DIA 11!
ATO ÀS 14H NO CE NA UFPE

NENHUM DIREITO A MENOS! RUMO A GREVE GERAL!

Marcadores:

Deixe o seu comentário

Copyright © 2018 SIMPERE.org. Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Ítalo Barboza em parceria com a Piquete. Gerenciado pelo Wordpress.